terça-feira, 11 de agosto de 2009

Alguém conhece um padre bacana?

Nossa primeira idéia era casar ali mesmo no salão do buffet, numa cerimônia realizada por um juiz de paz, mas depois que entrei na capelinha do buffet, as idéias mudaram completamente. Não sei explicar direito o que foi, ao entrar ali lembrei do desejo da minha mãe em ver a filha casada na igreja, também não sei se foi a empolgação da minha amiga Lena...Alguma coisa mudou em mim ali. A capela é mais do que simples, bem pequena e nem tem ares bucólicos, mas gostei da idéia e a partir de então decidimos buscar um padre para realizar a cerimônia religiosa.

Quando eu imaginava um dia casar no religioso, só um padre vinha no meu penamento, meu amigo Rino, um padre diferente de todos os quais eu já havia conhecido. Ficamos amigos depois que passei a freqüentar a comunidade do Bom Jardim, em Fortaleza, onde ele vive e desenvolve um dos trabalhos mais importantes na área de saúde mental. Primeiro participei da terapia de grupo e como paciente dele numa terapia mais alternativa, onde eu me curava de uma crise existencial, profissional e amorosa. Dali ficamos amigos e anos depois voltei à comunidade como facilitadora de um projeto para adolescentes em situação de risco. Eu dava aulas na sua casa para cerca de 20 adolescentes do Bom Jardim. Nos momentos de folga conversávamos sobre a vida e ele sempre me acrescentou muito. Por essa ligação ele seria o padre ideal para esse momento único na minha vida. Mas a distância e os desencontros me fazem hoje buscar um outro padre.

A capela do Clube Alemão onde iremos casar é ligada a Paróquia de Nossa Senhora de Guadalupe e já entramos em contato com o padre de lá. Atualmente a igreja católica não permite que seus sacerdotes realizem casamentos fora dos templos, no entanto ainda existem alguns padres que realizam. Nós estamos aguardando a resposta do representante da paróquia de Nossa senhora de Guadalupe, mas enquanto isso temos que buscar um plano B.

Alguém tem alguma dica de um padre bacana para nos indicar? Nós agradecemos imensamente.

4 comentários:

Nana disse...

não é exatamente um padre, mas faz cerimônia religiosa...é um diácono e é de goiânia...você é de onde/

Peixes em peixes disse...

Boa sorte, se souber de qualquer coisa... assim movimentos o universo para que ele encaixe sempre as peças que precisamos.

Micheline matos disse...

Oi Nana, moro em São Paulo, beijos, obrigada pela visita.

Alexandre, agradeço sua busca,beijos,Mi

grieven_lion disse...

Micheline,

Capelinha do Kolping? A Dna. Helga deixou?????

Ela foi "direta" para mim e disse! AQUI NAO hehehehe!

Will