terça-feira, 18 de agosto de 2009

Santa Clara clareai o caminho desta noiva!


Sabe aqueles dias em que tudo parece caminhar em círculos? Nada dar certo? Esse foi um dia meio assim. Choveu na cidade e dentro de mim. Primeiro caminhei feito uma mula para fazer um depósito e o banco havia mudado de endereço (a cabeça aqui esqueceu de uma coisa chamada DOC - aquele depósito que a gente faz no nosso banco e eles encaminham para qualquer outro). Para não perder a viagem eu decidi ir até a igreja mais próxima da minha casa para averiguar possibilidades com o padre.Antes de qualquer coisa entrei ali e fiquei em silencio agradecendo os mil presentes que tenho ganhado da vida ultimamente. Relaxei ao entregar tudo nas mãos de Deus e que a partir dali ele me guiasse pelo caminho onde devo pisar.

O padre dessa igreja não tem horário disponível para fazer meu casamento e ainda tive que ficar ouvindo a secretária dizer coisas do tipo: Olha vai ser difícil você conseguir um padre a essa altura, pois está em cima!

Lá também não acontecem cursos de noivos e eu me dirigi a próxima igreja. Lá ouvi uma ladainha ainda pior, sobre a burocracia que irei enfrentar com transferências de paróquias para fazer o curso em outra. O padre dali não realiza casamentos fora da paróquia e eu escutei mais frases tipo a que citei no parágrafo acima.

Fui voltando para casa em meio à chuva e pensando sobre o que Deus deve pensar dessa burocracia dos homens dentro da igreja: Eles não entenderam nada!

Aproveitei a longa caminhada para passar no salão e cotar o dia da noiva, ou melhor, os valores da maquiagem e cabelo. Pensei nesse lugar porque fica próximo demais da minha casa e não muito longe do buffet. Volto com aquela sensação de dia perdido e nada riscado da lista das pendências.

Mas um e-mail no meio da tarde salva meu ânimo. Minha amiga Laura e suas preciosas dicas casadoiras me deixou o contato de um padre. Sem pestanejar ligo para o mesmo e em menos de 10 minutos tenho em mãos todas as informações necessárias para fechar esse capitulo da novela. Agora é correr com os papéis, ir à paróquia, pagar e pronto! Nada de cursos e transferências burocráticas (Depois explico mais!).

Agora eu só quero ficar quietinha curando uma pequena dor daquelas que a gente sabe que amanhã passa.

3 comentários:

Peixes em peixes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Peixes em peixes disse...

Teve uma hora que fiquei viciado em Sexy and the city; consumí as cinco temparodas, tardes de verão dias seguidos; porquê? Essa mesma sensação de voltar pra casa, na agenda tudo aberto, nada ou pouca coisa produzido - puts!... Que é eu que fiz? Ainda passa um carro e me molha todo... Gata, um conselho, se não viu, alugue primeira temporada e sirva-se do mundo contemporâneo, esperto e fútil, entre tantas outras nuances - deixe mesmo que universo lhe oriente as vezes, solta o corpo, toma um chã verde; preciso e lhe visitar, boas noticias que Luiza CHEGOU e vou marcar com ela esse "ir", bem leve, descansa e fica bem.

Micheline matos disse...

Eita que alagria! Que esse ir aconteça!
Sobre Sexy ans the city, vi muito sim! Beijão,Mi